Skip to main content

No artigo anterior, Negócio orientado pelo propósito, expliquei que o propósito é algo que não se inventa, na verdade ele nasce com qualquer ideia ou causa e está intimamente ligado à sua liderança. Não importa qual seja, o mais importante é deixar isso bem claro em todo o sistema, seja qual for a proposta de valor.

Mas, e quando falamos de organizações ou de negócios onde a proposta de gestão é controlada por diversas opiniões com sentimentos e motivações independentes? Como desenvolver uma linha de razão que motive todos aqueles que fazem parte e unifique o propósito? É aí que entra essa grande ferramenta chamada MTP.

Em 2014, Salim Ismail publicou o Organizações Exponenciais, também criado por Mike Malone e Yuri Van Geest. No livro, publicado pela Singularity University, eles analisaram 100 empresas que cresceram de maneira muito rápida e descobriram que todas elas tinham algo em comum, uma frase motivacional e um propósito transformador.

Massive Transformative Purpose:

·        Massive, traduzindo, Maciço, significa algo audaciosamente grande e aspiracional.

·        Transformative, traduzindo, Transformador, algo que redefine e crie uma mudança radical na indústria, comunidade ou para o mundo.

·        Purpose, traduzindo, Propósito, é ter claro o por quê do negócio. É aquilo que me referi no artigo anterior. Algo único e que inspire uma ação.

Veja 2 exemplos de MTP’s que inspiram e deixa claro o propósito:

O primeiro é o da Space X – Making humanity a multi-planetary species (Transformar a humanidade em uma espécie multi-planetária).

O do Google – Organizing the world’s information (Organizar as informações do mundo).

Repare que as declarações são audaciosas, focadas, únicas e sendo aplicadas exercem uma transformação e ressignificação notória no sistema e no futuro.

É importante também entender o que NÃO é um MTP:

·        Missão, visão e valores.

·        Nenhuma qualidade ou diferencial de produto.

·        Algo que seja possível fazer hoje.

·        Apenas o lucro.

·        Apenas uma meta, seja qual for o tamanho.

Um MTP de sucesso consegue transformar em uma questão as decisões do negócio e as ações futuras. Por exemplo, quais caminhos de investimentos ou em que direção tomar em decisões de alto impacto.

A questão que fica é se isso pode ser aplicado em microempresas? A resposta fica a cargo da liderança do negócio, afinal o quanto de engajamento que precisa está diretamente associado ao impacto que quer causar, seja no bairro, na sociedade em que atua ou no mundo. Peter Diamandis, presidente da Singularity University diz, “Encontre o que você morreria por e você vai amar fazer”.

Desenvolver o MTP requer uma maneira diferente de pensar. Um pensamento e um espaço que lide com problemas complexos e difíceis. Pense grande, ok!

Gente, obrigado por chegar até aqui!

Quer saber mais sobre BRANDING? Fale conosco!

[contact-form-7 404 "Não encontrado"]