Skip to main content

Desde os primeiros momentos estudando Branding uma questão fundamental percorre por toda a estratégia e metodologia desenvolvida através dos anos, o Propósito. Muito se sabe sobre, mas como definir algo tão puro e intenso exige um tempo de evolução, amadurecimento, autoconhecimento e transparência.

Simon Sinek numa épica apresentação chamada Como grandes líderes inspiram ações, apresentada no Ted em 2009, viralizou nos canais digitais e nos corredores estratégicos dos comunicadores uma ferramenta simples que de alguma maneira muito inteligente explica como o propósito é feito na prática por grandes marcas como Apple, TiVo e até mesmo Martin Luther King. Vale a pena assistir: https://youtu.be/u4ZoJKF_VuA

No fim ele demonstra como a tradução da ferramenta está associada a maneira como nosso cérebro processa as informações recebidas e o quanto é poderosa a mensagem quando feita de maneira correta, porém ele trouxe o Golden Circle para ilustrar e comprovar uma teoria.

As pessoas não compram o que faz e sim o por que faz.

Qualquer mercado tem dezenas de marcas oferecendo os mesmos benefícios e qualidades, por tanto a maneira mais efetiva de se diferenciar num mercado competitivo é construir sua tribo de consumidores, aqueles que acreditam e se identificam no mesmo propósito.

O fato de ser uma ferramenta relativamente fácil de utilizar reduziu de alguma maneira a importância e relevância de ter um propósito sincero e válido.

Propósito não se inventa, ele nasce junto com qualquer marca e está diretamente ligado à sua liderança.

O que quero dizer com isso? Pensa na razão de ter um negócio, a sua marca ou por que luta por uma causa que provavelmente não é somente sua?

No momento em que o propósito ficar claro em todo o sistema de negócio é garantido que aqueles que pensam ou se identificam com ele vão consumir ou farão parte daqueles que defendem as mesmas ideias por qualquer custo.

Marty Neuemeier em seu livro Brand Zag definiu que o propósito deve ser traduzido em uma única frase com no máximo 12 palavras, isso por que seja qual for o mercado ou ramo de atuação a definição do o que quer é única e intransponível.

É um elemento que pode ser traduzido e utilizado como guia para a construção de toda a experiência e serve como o alicerce principal de uma plataforma de marca forte e duradoura.

No próximo artigo vamos falar sobre o Massive Transformative Purpose, MTP, uma metodologia que alinha o seu por que e como ele pode construir um mudo melhor ou colaborar para uma sociedade mais justa e equalitária.

Gente, obrigado por chegar até aqui!

Quer saber mais sobre BRANDING? Fale conosco!

[contact-form-7 404 "Não encontrado"]