Skip to main content

Como dito no meu último no último artigo, o marketing cria necessidade ao mercado, a ação de fora para dentro e BRANDING cria identificação para garantir engajamento e diferenciação, a ação de dentro para fora.

Inclusive, indico a leitura dos textos anteriores para ficar mais claro as ideias deste.

Por que retomo esse assunto na introdução? Para alinhar o real posicionamento de gestão de marcas dentro dos negócios. O fato de ter como residual de suas metodologias a comunicação, geralmente, é creditado ao BRANDING a garantia em vendas, algo que normalmente é cobrado ao Marketing e seus responsáveis.

É claro que, com um consumidor mais engajado e identificado com a marca, a garantia de sucesso no processo de vendas fica maior, porém é preciso entender que “marcar” gera lembrança e reconhecimento, mas a venda em si é completa por inúmeros fatores.

Provavelmente seja a lembrança que faz do BRANDING uma ferramenta para o Marketing, afinal no momento da compra, no ponto de venda, a escolha é feita inconscientemente e a eficácia do plano é garantida.

Mas o uso como uma simples estratégia é o maior equívoco que se faz com o BRANDING, afinal o alinhamento do propósito em todos os pontos de contato exige uma produção engajada, um atendimento qualificado e um ambiente propício para que tudo isso aconteça.

A ação de dentro para fora exigida requer, quase sempre, ajustes no modelo do negócio afetando toda a cadeia produtiva para que então a proposta de valor seja entregue de maneira efetiva e isso, definitivamente, não é o papel do Marketing.

A liderança do negócio é responsável pela introdução do novo processo de gestão da marca.

Percebe que construir marca vai muito além da identidade visual ou os manuais e guias que costumamos ler e compreender? Criar valor intangível requer um trabalho contínuo de entrega e um processo focado no propósito e quando me refiro a foco, é Foco com F maiúsculo mesmo, afinal qualquer ruído ou mudança de rota, a curva de lembrança da marca cai drasticamente.

No próximo artigo abordarei o Brand Equity e a pirâmide de Keller, uma ferramenta muito utilizada e talvez a mais clara sobre o desenvolvimento de marcas e geração de valor.

 

Gente, obrigado por chegar até aqui!

Quer saber mais sobre BRANDING? Fale conosco!

[contact-form-7 404 "Não encontrado"]